ASAS DA LIBERDADE, Wagner Martins (Poesia)

 
ASAS DA LIBERDADE

Quero ser como um pássaro
A voar sempre em rumo da luz, do sol,
Que meu voejar nunca seja vão,
Quero alcançar, preciso de direção,
Meu Deus para enfim desfrutar
A vida que nos oferecesse:
Uma vida com leve fardo,
que tem descanso, renovo,
Quando estivermos cansados...
Uma vida que tem sentido,
Pois o Senhor será o suave vento
A me fazer voar além dos limites,
Nas asas da liberdade!...

- Wagner Martins

22 de fevereiro de 2018

JUVENTUDE PERDIDA! Wagner Martins (Poema)


JUVENTUDE PERDIDA!

Que juventude é essa?
Aposta o seu futuro, sua vida,
Até a paz dos que lhe ama
Por um instante de delírios,
Alucinações, ilusões,
Breves alegrias!...

Que juventude é essa?
Quer logo, já, o mundo inteiro
Nas mãos,
dar passos largos
nos caminhos de suas vontades, de futilidades,
para tudo que lhe ofereça prazeres
sem assumir os devidos compromissos,
segue sem responsabilidades...
faz assim,
nem que isso fira, mate seus semelhantes,
faz assim,
crendo que é predisposto aos delitos, aos fracassos,
nem que essa trilha errante
precocemente termine no abismo!...

Que juventude é essa?
Devidos a muitos erros
é visto como vilão, fardo,
E outros tantos
que não tem nada haver
Pagam até com a vida por isso!...

Que juventude é essa?
Não desconfia
Que vive sem discernimento,
Não desconfia
Que é mal concebida,
mal dirigida
Sem embarcar no barco
para chegar ao porto desejado,
Tapam os ouvidos
para os bons conselhos,
fecham os olhos
para os bons exemplos!...

Que juventude é essa?

- Wagner Martins

22 de fevereiro de 2018

AH, GATA!... Wagner Martins (Poesia)



AH, GATA!...

Lhe tratei como gata de luxo;
Mas sempre foi gata de lixo...
Cuidei-a com todo amor, e carinho,
Em recompensação me feriu
Com unhadas da ingratidão,
não fez nada para me agradar,
Ela achou que tudo que fiz
era o mínimo, era meu dever a ser cumprido...
me abandonou, cansou de todo luxo,
e voltou balançando o rabo, cheia de desdém
para o seu reino no lixo!...

- Wagner Martins

20 de fevereiro de 2018